Pneus de Alta Performance

Da mesma maneira que usamos diferentes tipos de calçado de acordo com a situação ou atividade, existem também variados tipos de pneus feitos para diferentes tipos de carros, condução, piso e condições climatéricas.

Tal como não usaria galochas para correr a maratona, pneus de alta performance não são aconselhados para todos os condutores e situacões. Aprenda em seguida os Prós e Contras dos pneus de alta performance.

Pneus de alta performance são um tipo de pneus extremamente populares, que cada vez mais condutores optam por comprar, mas que não são adequados a todos. Pneus de alta performance são caros, não são adequados a todas as estacões do ano e normalmente o rasto não dura tanto como pneus de turismo ou pneus para todas as estacões.

Tendo isto em mente, caso exija máxima estabilidade e condução a altas velocidades então pneus de alta performance são definitivamente os melhores em termos de curvar, brecagem e agarrar em piso seco. Caso esteja a tentar decidir entre comprar um pneu de turismo ou um pneu de alta performance nós oferecemos-lhe algumas dicas e informações que irão ajudá-lo a decidir melhor na hora da compra.

Características dos Pneus de Alta Performance

Como é possível perceber pelo nome, pneus de alta performance são feitos para condutores que querem ter o máximo de rendimento do seu veículo. Em termos práticos isto significa mais velocidade e melhor aderência em piso seco para melhor condução e brecagem. Em termos de produção um pneu de alta performance por regra pesa bastante menos que um pneu de turismo ou um pneu de especialidade, tem um rasto visivelmente mais largo e menos altura nas paredes laterais o que resulta num pneu de perfil mais baixo.

Poderá também encontrar pneus descritos como “Performance Máxima” ou “Ultra Performance”, dependendo da marca, regra geral estes são os topo de gama, produzidos usando os materais mais avançados e que incorpora as mais recentes técnicas e tecnologias a serem usadas pelo fabricante.

No que toca ao Índice de Velocidade (IdV) enquanto que pneus de alta performance são geralmente classificados de T (190 Km/Hora) ou H (210 Km/Hora) pneus de performance máxima ou ultra são classificados com V (240 Km/Hora), W (270 Km/Hora) e Y (300 Km/Hora).

Prós e Contras dos Pneus de Alta Performance

Se está a pensar comprar um conjunto novo de pneus e está inclinado para comprar pneus de alta performance, deverá primeiro entender as vantagens e desvantagens destes. Provavelmente quererá comparar entre pneus de alta performance, pneus de turismo e/ou outros pneus mais baratos.

Por norma, em piso seco, pneus de alta performance comportam-se melhor que pneus de turismo. Com um IdV bastante acima do limite de velociade máximo em Portugal, pneus de alta performance são a escolha lógica no caso de querer tirar o máximo ou melhorar a performance do seu veículo. No caso de possuir um luxuoso e caro “sedan” ou um desportivo, pneus de alta performance são de certeza a melhor escolha não só pelo aspecto visual mas também pela facilidade de navegação que oferecem.

No caso de possuir um carro deste tipo o mais provável é não ter mesmo outra opcão, senão a de comprar pneus de alta performance, por exemplo: Se o seu BMW M3 vem de origem com pneus de IdV Y poderá acabar por não poupar muito em substituí-los por pneus de IdV menor, apesar de certamente acabar por poupar algum dinheiro se procurar bem. Se valoriza velocidade e facilidade de navegacão acima de tudo, então não há realmente nenhuma razão para não comprar pneus de alta performance.

No que toca aos contras, para a maioria das pessoas o maior contra é o preço. Pneus topo de gama podem ser extremamente caros, principalmente se considerarmos que se gastam muito mais depressa. Caso esteja acostumado a bons pneus, com uma longa durabilidade por um preço acessível, o preço de pneus topo de gama pode revelar-se um verdadeiro choque.

Acabará por ter que substituir os pneus mais frequentemente e por um preço muito superior ao que estava habituado e mesmo que os pneus tenham uma garantia de durabilidade, esta não será longa.

Uma viagem confortável e tranquila é algo que não encontrará ao usar pneus de alta performance. A pouca espessura e baixa altura das paredes laterais do pneus não são capazes de grande absorção o que faz com que acabe por sentir todo e qualquer buraco ou lomba.

No caso de frequentemente conduzir em más condições climatéricas é melhor considerar a compra de um pneu para todas estações. Perderá alguma performance em boas condições mas irá ter um melhor desempenho em estrada molhada e possivelmente até ser capaz de conduzir em estradas com alguma neve. Pneus de alta performance não têm um bom desempenho em piso molhado e na neve estão totalmente fora de hipótese pois não exercem qualqer aderência.

Devo comprar Pneus de Alta Performance?

Se não tem conhecimento algum sobre pneus ou caso entre numa loja de pneus sem ter feito uma boa pesquisa e lhe perguntarem se deseja pneus de alta performance, o mais certo e que diga que sim, afinal de contas não está interessado em pneus de baixa performance, certo?! Mas precisa realmente de pneus de alta performance? O tipo de condução que pratica deve ter um peso elevado na sua decisão. Se a maioria da sua condução é passada parado no tráfego, a levar os miúdos à escola ou em pequenas voltas na sua cidade o mais provável e que não precise de pneus de alta performance.

No caso de estar indeciso entre pneus de alta performance e pneus de turismo o mais provável é que pneus de turismo sejam a melhor escolha para si. A capacidade de condução perfeita a alta velocidade tem um custo elevado. No caso de ter um orçamento apertado ou estar simplesmente à procura do melhor preço lembre-se que o custo total final é bastante mais alto no caso de pneus de alta performance devido ao maior custo e menor duração do mesmo.

Se a maior prioridade é ter no seu veículo pneus com a melhor performance que o dinheiro pode comprar então a escolha é óbvia. Da mesma maneira que no caso de ter que conduzir em condições climatéricas adversas e não quer ter que mudar de pneus sempre que a estação muda, a escolha e igualmente óbvia.

Esta entrada foi publicada em Pneus com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *